DIVERSIDADE e mulheres na liderança: 10 conclusões do debate Entre Vírgulas, do Santanter

Olá queridas! Na última quinta-feira, eu participei do Entre Vírgulas, uma roda de conversa pra debater temas relacionados à diversidade. O evento rola no auditório do banco Santander e é direcionado aos funcionários.

O primeiro do ano e no mês de março não poderia ser diferente: foi sobre as mulheres em cargos de liderança no mercado de trabalho.

Como o Entre Vírgulas é um encontro super relevante, mas ainda é um programa interno do grupo Santander, então achei muito bacana trazer pra vocês os pontos mais legais conversados.

Quero ouvir também a opinião de vocês, ok?

Pra conversar nessa roda foram convidadas eu e mais 4 mulheres incríveis:

Mônica Martelli > atriz e apresentadora – e quem comandou nosso bate papo

Regina Madalozzo – PhD em economia e professora do Insper

Vanessa Lobato – Vice-presidente de RH do Santander

Marília Rocca – Diretora geral da Tickets, já esteve à frente de empresas como a Totvs e a Mãe Terra

(além de mais de 200 funcionárias e funcionários na platéia e mais de 1.000 pessoas no app do Santander)

Todas nós com histórias absolutamente diferentes umas das outras, mas todas com histórias inspiradoras pra contar.

 

COMO PROMOVER A DIVERSIDADE E FAVORECER A POSIÇÃO DAS MULHERES NA LIDERANÇA?

A conversa ainda está no início, afinal toda mudança tem que começar de algum lugar. Porém alguns pontos são ESSENCIAIS pra se iniciar qualquer conversa rumo à evolução. Olha só:

1. TODOS têm que participar

Não basta encorajar as mulheres a serem o que são, falar pra elas que o ambiente de liderança também as pertence, se as pessoas em volta e seus subordinados não entenderem. O trabalho de RESPEITO acima de qualquer outro fator – seja de gênero, sexualidade, corpo, etc – deve ser feito com TODAS as pessoas.

2. Criar oportunidades e valorizar o trabalho feminino

Já ouviu a expressão “juntas somos mais fortes”?! Pois é a mais pura verdade. Criar oportunidades pras mulheres em entrevistas de emprego, valorizar o trabalho das colegas e apoiar e incentivar outras mulheres é essencial para que as mulheres cheguem ao topo.

A Marília contou que uma regra nas empresas que ela comanda é ter ao menos uma mulher em todas as entrevistas de cargos. A escolha final é sempre por meritocracia e resultados de forma justa, independentemente do gênero. As mulheres não têm vantagem, elas têm as mesmas chances que os homens. Ela acredita que com essa regra, semelhante a uma cota, as mulheres são menos “esquecidas” e cada vez mais normaliza a ideia de mulheres concorrendo com equidade.

3. Cobrar mais empatia

Não basta ter autoconfiança e se aceitar como é, para se desenvolver em um lugar é preciso que haja integração. Pra quem não sabe o significado da palavra empatia, é o seguinte: “capacidade de se identificar com outra pessoa, de sentir o que ela sente, de querer o que ela quer, de apreender do modo como ela apreende etc“. Ou seja, pra promover um ambiente sem hostilidade ao que é diferente dos padrões e propenso às pessoas se desenvolverem 100%, a empatia é o BÁSICO.

4. Cada pessoa tem sua própria fórmula

Não existe um jeito certo ou um errado de ser líder, de ser mulher, de ser mãe, de ter um corpo, etc. Cada pessoa desenvolve a própria fórmula da felicidade e cabe ao outro respeitar e entender que o que não atrapalha sua vida, não lhe diz respeito.

programa entre virgulas santander diversidade 2

5. As fórmulas próprias de umas, inspiram outras

Acredite: sua história pode ser inspiradora pra outra mulher e vice-versa. É o que eu chamo de ciclo da inspiração. Não precisa ser famosa, ser digital influencer ou coisa do gênero. As vezes a maneira como você superou um obstáculo e como lidou com uma situação é exatamente o que outra mulher precisa ouvir pra ter uma luz em algum problema próprio.

Compartilhe! E também aprenda a ouvir sem julgamentos, afinal cada pessoa tem uma fórmula própria da felicidade.

6. Não substituir um padrão por outro

Aceitar, respeitar e conviver bem com quem é diferente não quer dizer que você precise se tornar o diferente também. Quando a gente fala de diversidade um cuidado grande a ser tomado é de não substituir um padrão por outro.

Então, o objetivo final é que você possa continuar sendo o que você é, enquanto o outro tenha a mesma liberdade pra ser como é sem ter que se encaixar em um único padrão – de beleza ou comportamental.

7. Aceitar a vulnerabilidade

Segundo a professora Regina Madalozzo, uma série de estudos aponta que as mulheres sentem que pra merecer um cargo maior elas têm que estar completamente preparadas e aptas àquilo, enquanto os homens com 60% de aptidão para o mesmo cargo já acreditam que merecem.

Não é um defeito dos homens, mas sim um problema em como as mulheres são criadas. Para se sentirem preparadas, seja pra vida amorosa/social ou para um passo a mais na carreira, a mulher é levada a acreditar que tem que corresponder 100% às expectativas alheias. Só assim ela poderia MERECER alguma coisa além do que já tem.

A gente precisa aceitar que tem vulnerabilidades e que isso não é uma coisa ruim. Essas vulnerabilidades também não indicam que não podemos crescer e evoluir. São pontos a serem trabalhados, claro, mas não precisamos ser 100% perfeitas em tudo que fazemos para sermos eficientes e evoluirmos.

8. Parar de gastar tempo útil em coisa inútil

Já parou pra pensar em quanto tempo do seu dia você perde tentando se encaixar em padrões? Quanto tempo você perde pensando o que as pessoas vão achar de você se você vestir isso ou comer aquilo? Não existe perfeição e não dá pra agradar a todos ao mesmo tempo. Então olha quanto tempo e energia perdidos na vida! Imagine pegar todo esse tempo e investir em coisas produtivas?

Se você já faz MIL coisas no seu dia, imagina o quanto aumentaria sua produtividade se parasse de tentar agradar às expectativas dos outros?!

Ou até mesmo usar esse tempo perdido pra fazer uma massagem, ler um livro, assistir uma série, dormir mais… 😉

programa entre virgulas santander diversidade 1

9. Tenha mais coragem

Por fim, mas não encerrando o assunto, porque isso é só um começo… TENHA CORAGEM, MULHER! Não só de ser você mesma, mas de acreditar no seu potencial, de saber que você pode ser tão boa quanto qualquer outra pessoa. Coragem pra aceitar a diversidade e acreditar que seu gênero não tem que definir sua capacidade ou sua personalidade. Coragem pra apoiar outras mulheres no caminho e pra ser um ponto de força pra elas. Coragem pra não ficar calada frente à uma situação de machismo ou de preconceito.

Coragem pra sair do comodismo e lutar pela evolução e por situações mais favoráveis pra todo mundo!

10. Diversidade é algo bom!

É da diversidade que nasce a INOVAÇÃO. Só entre pessoas diferentes é que as ideias tomam novos rumos, novas visões, e delas surgem novas soluções.

O padrão todos fazem, para fazer diferente é preciso pensar diferente. Ou seja, para uma empresa que quer se destacar, em qualquer área, quanto maior a diversidade entre seus funcionários maior é a chance de sucesso.

 

Bom, minha gente, o encontro foi muito legal e eu saí de lá com outra visão ATÉ em relação a “maternidade X trabalho” baseada no relato da Marília Rocca. Ou seja: fato que se inspirar em mulheres na liderança faz a gente crescer na vida profissional e pessoal hehe.

Ah! Pra quem não sabe, a presidente mundial do banco Santander é uma mulher, a Ana Botin, e o banco conta com 60% de funcionárias mulheres, sendo 42% em cargos de liderança. Ou seja, é incrível ver as grandes instituições não só dispostas a discutir temas relevantes, como também empenhadas em colocar resoluções em prática, né?!

 

Agora me contem, quais atitudes vocês acham que pode favorecer a diversidade e o aumento das mulheres me cargos de liderança?

 

 

HUA HUA

BJÓN

 

Post patrocinado

 

Ju Romano

Uma gordinha, de cílios longos e pernas curtas. Defensora da liberdade de ser quem e como a gente é, sempre com muito amor próprio.

1 Comment
  1. Até parece verdade 1 mulheres tem que ser solteiras para trabalhar no Santander , o preconceito começa por ai . outra se já trabalhou em um banco os outros não contratam mais , isso vale para os homens tbm . Falam uma coisa e fazem outra .

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>





©2013-2016 Juromano - Todos os direitos reservados
3 jeitos de usar camisa branca plus size Moletom plus size: onde comprar Gadgets de beleza para cuidados com a pele XADREZ: LOOKS PLUS SIZE DE INSPIRAÇÃO Calça de couro: looks plus size