Autoestima abalada: como eu faço para me aceitar gordinha?

Esses dias recebi um recado de uma leitora querida, perguntando a dúvida mais difícil de responder: “queria saber como posso me olhar no espelho e me achar maravilhosa”. Ela perguntou isso porque não se encaixa nos padrões e sente sua autoestima abalada. Aí, sempre tem vários caras afim dela, mas por estar acima do peso, quando eles a chamam para sair, ela pensa: “sério?! Mas o que eles viram em mim?!”

Pois bem, meninas, quem nunca acordou e se achou feia que atire a primeira pedra. Até Angelina Jolie, se acha feia de vez em quando. Se você também já chegou a não se achar merecedora de alguma coisa boa ou duvidar de que aquilo pudesse estar acontecendo com você SÓ porque você está acima do peso, me diga uma coisa: você por acaso não tem nenhuma outra característica? Sua única característica é ser gorda? Você nunca pensou que para você isso pode ser uma questão, mas para as outras pessoas isso não é necessariamente?

Eu por exemplo, sempre fui gorda. Depois que resolvi que era gorda mesmo e que isso não iria fazer a menor diferença na pessoa que eu queria ser – na jornalista, na namorada, na filha, na amiga -, acredite, ser gorda se tornou uma característica como outra qualquer, como ter olhos e cabelos castanhos. Meu peso nunca influenciou no meu esforço e vontade para conquistar as coisas.

Você não deve achar que o seu peso define quem você é. Seu peso não faz você uma pessoa pior e também não te faz uma pessoa melhor. Então, (atenção, para o tapa de realidade!) antes de achar que as pessoas não gostam de você porque você é gorda, comece a pensar que talvez as pessoas não vejam outra coisa em você justamente porque você mesma não consegue aceitar as suas outras qualidades.
Eu sei que no começo é difícil se aceitar, mas todo mundo tem mais qualidades que defeitos, você tem que descobrir seus pontos fracos, sim (e ser gorda NÃO é um deles), e mais ainda descobrir seus pontos fortes. É no seu ponto forte que você tem que se apoiar. No seu sorriso que você acha lindo, nos seus olhos bem maquiados, nos seus peitos que preenchem o sutiã, nessas coisas. Se apoie nos pontos fortes, assim, quando você tiver uma recaída para os pontos fracos, vai conseguir se levantar, se olhar no espelho e dizer “eu sou linda, apesar de ter defeitos, eu sou perfeita” . E é isso, as pessoas têm coisas que não gostam em si, mas você não pode deixar que isso leve a sua vida. Não é?!

Bom, chega de falar, né?! Para quem não notou, fui viajar e voltei hoje, então aproveitei e tirei umas fotos no único dia que me vesti decentemente por lá – e ainda assim, o look é a cara do conforto. Depois desse dia (que foi o que cheguei, por sinal) só usei pijamas e calças legging com camiseta, porque tirei uns dias para ficar feia (é, amiga, uns dias de feiura também fazem bem. Para relaxar, sabe?! Quem nunca?!).

Anéis combinando e anel de dedo inteiro

Blusa soltinha

colar com inspiração étnica

Colar, maquiagem e cabelo liso

Look paletó e blusa soltinha

Mochila fashion

Sombra marrom no concavo e delineador

 

Muitas coisas para falar sobre esse look. Começando pelo colar, que é meu novo queridinho. Estou numa fase de colares, me deixa! hua hua. Todo esse bafafá em torno das estampas com pegada étnica, aí que achei esse colar, assim, na “tendência” e resolvi arriscar. Já que no colar achei mais atemporal que em uma camisa, por exemplo. Esse comprei em uma loja na 25 de março, que chamava Bibelot Bijoux, mas que agora tem um outro nome (que eu não lembro), então ali abaixo vou dar o endereço da loja e não o nome, por causa disso, ok?!

Outra queridinha é essa blusa, da coleção de verão da Luigi Bertolli. Eu nem lembrava que ainda existia essa loja, mas fiz três achados essa última vez que entrei. Só comprei blusinhas e achei o GG deles bem generoso para uma loja sem numeração grande. Eu uso 46 e essas blusinhas deram e sobraram. Essa eu amei porque de perto parece uma malha de ferro, tipo de armadura sabe!? Eu sou do tipo que adora um tecidinho diferente do comum…

E por fim, esse esfumado marrom, que não ficou lá a melhor maquiagem do mundo, mas que eu estou praticando muito e é mais fácil que andar pra frente (tá, nem tão fácil assim…). É só pegar um pincel redondinho, firme e pequeno, passar na sombra marrom opaca e marcar bem o côncavo. Depois vem com um pincel maior e bem macio esfumando. Aí faz o traço do delineador rente aos cílios e pronto. Não é uma maquiagem elaborada, para para iniciantes é ótima e já dá aquele ar de “me arrumei, ok?!”.

 

SERVIÇO:

Calça e paletó > C&A

Blusa > Luigi Bertolli

Sapatilha > Martinez 

Colar > Loja que fica na Ladeira Porto Geral, nº34 – antiga Bibelot Bijoux

Anéis > Vem Bijoux (fica no Shopping Porto Geral, também perto da 25 de março)

Mochilinha > acervo pessoal (comprei em uma lojinha em Serra Negra, que eu não anotei o nome nem o endereço 🙁 )

 

Bom, gatonas, é isso. Como você faz para se achar linda todos os dias?! Me conta aí nos comentários e vamos lá para o meu Facebook conversar mais.

 

HUA HUA

BJÓN

 

Ju Romano

Uma gordinha, de cílios longos e pernas curtas. Defensora da liberdade de ser quem e como a gente é, sempre com muito amor próprio.

3 Comments
  1. Sabe que entrei no Google com o título do seu post e descobri você. Me ajudou pacas o que disse. Tô numa fase de aceitação… Sempre fui gordinha e 5 anos atrás emagreci um monte. Fui do 46 para o 40. Tava super bem até que um problema de saúde me levou a um remédinho que engorda e o médico disse, depois de quase dois anos de tratamento e de recuperar o peso que ainda não é o momento de retirar e que outras alternativas engordam mais. Conclusão: preciso aceitar que a minha qualidade de vida implica em voltar ao 46. Foi difícil doar minhas roupas pq sempre acreditei poder usa-las novamente.. E ter que comprar novas e maiores foi depressivo.
    Mas aí entrou você com algo muito sábio: tenho outras qualidades e se me desprezo por peso, estou subestimando minha inteligência e demais qualidades né.

    Obrigada garota por me ajudar!

    Beijo

Leave a Reply to Francielle Cancel reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>





©2013-2016 Juromano - Todos os direitos reservados