13 coisas que ninguém fala para uma adolescente gorda

Esses dias me peguei pensando sobre como teria sido bom ter referências plus size quando eu era adolescente. Não é um papo de tia velha, mas é que acho que ter uma imagem corporal diferente – e mais próxima da minha realidade – em uma fase tão difícil teria sido muito mais esclarecedor para mim e teria evitado muita tristeza, diga-se de passagem. Na minha época (tia velha!) não só não tínhamos referências de corpos diferentes, como também não tínhamos mulheres que debatiam/lutavam contra os padrões, ou seja, nunca ninguém se preocupou em me falar algumas coisinhas que poderiam ter me poupado muitas lágrimas e suor (literalmente). Acabei descobrindo na marra e comendo (ou não comendo) o pão que o diabo amassou.

Por essas e outras, para que a próxima geração de mulheres não seja tão traumatizada, para que as meninas tenham uma outra forma de encarar a vida e para que as pessoas sejam mais felizes, resolvi juntar 13 coisas que ninguém conta para uma adolescente gorda. Olha só:

coisas-que-ninguem-fala-para-uma-adolescente-gorda
Coloquei a Fluvia Lacerda aqui, porque ela foi a primeira mulher que eu realmente achei maravilhosa e mais perto da minha realidade. Obrigada Flu, por sem querer ter mudado a minha vida! <3

1. O colégio vai acabar

E as pessoas que estudaram com você vão sumir da sua vida para sempre. Sim, minha querida, fique tranquila! As pessoas que você não gosta, que fazem da sua vida um inferno ou que você inveja secretamente, depois da última badalada do sino do último dia de aula do 3º colegial, desaparecerão da sua vida como mágica! Ou seja, pare de se desgastar e perder seu precioso tempo de juventude, achando que elas têm razão e que você é a errada. Não tem nada de mal em ser quem você é, afinal depois do colégio, cada um segue o seu sonho e você pre-ci-sa saber qual é o SEU sonho – e não o de mais ninguém.

2. Os meninos te zoam porque você não zoa eles de volta.

Lembro até hoje do dia que um moleque veio me chamar de gorda-mulher-macho e eu, que estava muito brava no dia, virei pra ele e falei com uma voz séria e beeem alta: “ah ééé porque seu nome é que é bonito né Zé Rodolfo?!?”. O cara nunca mais mexeu comigo. Vejam, eu sou totalmente contra humilhar os coleguinhas em público, mas se mostrar forte, de vez em quando, tira você da posição de coitadinha que todo mundo pode zoar.

3. Você não precisa do amor de todo mundo

Se dar uma de forte e inabalável não der certo e, mesmo assim, algumas pessoas continuarem a te zoar… Amiga, desencana! Nem a pessoa mais querida de todas as queridas tem o amor e a admiração do mundo inteiro. Você não precisa que todos gostem de você, nem que todos te achem legal. Você é o que você é e se essas pessoas não gostam o problema é delas!

4. Você não vai morrer sozinha

Já recebi um monte de e-mails de meninas que não conseguem namorar porque são gordas. Primeiro: se você não consegue namorar, isso não tem NADA a ver com o seu peso – vide que eu e mais um monte de mulher gorda já namoramos muito e algumas são até casadas. Você não consegue ter desenvoltura na hora do xaveco porque fica achando que tem alguma coisa errada com a sua aparência, só por isso. Se você parar de pensar que as pessoas não vão te querer porque você é gorda, tudo vai mudar, você vai ver. Segundo: cada relacionamento tem sua hora. Tenho amigas magras solteiras, amigas gordas casadas, amigas gordas solteiras e magras casadas e o peso delas nunca teve absolutamente nada a ver com o relacionamento. Pessoas se apaixonam por pessoas e você não encontra uma pessoa incrível que combine com você em toda esquina.

Porque ser sexy vai muito além de qualquer padrão.
Porque ser sexy vai muito além de qualquer padrão!

5. Você não precisa ser a gostosa da balada pra ter cara a fim de você e aproveitar um momento a dois

Meu bem, cada pessoa tem um gosto diferente. Tem cara que gosta de magrinha, tem cara que gosta de mina malhada e tem cara que gosta de mina macia (tipo eu, tipo você). Meu namorado é um dos que gosta de maciez. O amigo mais bonito da minha turma só cola em mina gordinha na balada. Ou seja, relaxa! Você não precisa ser a Sabrina Sato da balada pra ter um encontro legal ou só dar umas pegadas sem compromisso e se divertir muito.

6. Você pode emagrecer um dia, mas se isso não for acontecer de hoje para amanhã, comece a viver sua vida

Ficar adiando TUDO para quando você emagrecer é a maior burrice da adolescência. Aquela viagem com as amigas pra praia? Aquela festinha cheia de gatos? Aquele vestido dos sonhos? Amiga, aprenda a lidar com o que você tem no momento. Você pode querer emagrecer no futuro e isso é OK, mas você não pode deixar de viver os melhores momentos e deixar oportunidades passarem por um ideal de corpo que você nem sabe se vai mesmo conquistar.

7. Você não precisa emagrecer a não ser que isso seja um desejo seu e só seu – e não para agradar os outros.

Depois que você começar a aceitar e viver e conviver com o corpo que você tem, você vai perceber que muitas “certezas” que você tinha cairão por terra. Uma delas é a ideia de que você TEM que emagrecer para ser alguém, para ser feliz. Essa é uma ideia MUITO errada. Ser feliz vem de dentro e não de fora, viu?! No entanto, se você escolher emagrecer, faça isso por você, nunca por um menino, por um ideal de corpo ou por acreditar que isso fará alguma outra diferença além do tamanho das suas calças.

8. Dê mais valor a outras qualidades além da aparência.

Você vai perceber mais pra frente que essas qualidades internas é que te levarão aos lugares mais incríveis – na profissão, no relacionamento, na família, etc. Essa eu coloquei porque é praticamente uma autocrítica. Quando eu olho para trás, penso em todo o tempo que eu mesma gastei pensando no meu corpo. E hoje penso que poderia ter ouvido mais músicas, lido mais livros, escrito meu blog antes, feito TANTAS coisas com esse tempo que eu perdi me odiando no espelho… Sério. Pense nisso: será que perder tanto tempo pensando no corpo não é muito pouco perto da mulher incrível que você é ou da mulher incrível que você pode ser?!?

9. Não há gosto certo – ou errado

Se você gosta de um tipo de música, livro, filme, etc, não precisa ter vergonha. Se alguém escreveu ou produziu esse tipo de conteúdo, você já não está sozinha no mundo. Pronto! Está tudo bem gostar de ler mangá e ser fã de rock nacional. Quem não gosta, que te respeite. Da mesma forma que você não gosta de funk, eu posso gostar e vice-versa. Nem por isso eu ou você somos pessoas mais ou menos interessantes.

10. Junte-se a pessoas que gostem das mesmas coisas que você.

Não adianta passar seus maravilhosos anos de juventude tentando se encaixar em um grupo que não tem nada a ver e, de novo, perder preciosas horas tentando disfarçar quem você é. Busque pessoas que têm a ver com você. E lembre-se do item 1, no colégio não tem nem 10% das pessoas que você vai conhecer ao longo da vida. Procure em outros lugares também. Lembro que minha turma de amigos de verdade na adolescência era formada pelo pessoal que morava no mesmo prédio que eu e UMA amiga do colégio apenas.

11. Quem te ama, te ama do jeito que você é.

Gata, se uma pessoa gosta de você ela gosta de tudo que diz respeito a você. Desde o seu nome, até o seu peso…. Mas na verdade ela não vai nem ligar pro nome ou pro peso, porque ela vai estar mais interessada na sua companhia mesmo – e nas risadas, nas conversas, nos conselhos…

12. Quem não te ama, você não precisa ter na sua vida.

Já se a pessoa se preocupa muuuuito com o que você aparenta, com como você se comporta, o que você faz, do que as pessoas pensam de você, aí vale reconsiderar essa relação. Você não nasceu colada com nenhuma amiga e não vai morrer se ficar sem ela – principalmente se ela não for uma amiga que vai estar lá pra te apoiar em qualquer situação.

 

13. Emagrecer não resolve seus problemas.

Por fim, vou ser bem franca com você: adolescência é uma merda. Mas a boa notícia é que não é uma merda só pra você, é para todo mundo. Adolescente tem muito tempo de ócio, muitas dúvidas sobre a vida, sobre relacionamentos, sobre dinheiro, sobre trabalho e pouquíssimas respostas ou certezas. Ou seja, você está sempre insegura porque lhe faltam experiências para se apoiar.  Mas passa, viu?! E o mais importante é que você não deixe que essas inseguranças consumam o melhor de você. Todo mundo tem uma beleza, todo mundo tem coisas legais demais para algumas pessoas e chatas demais para outras, todo mundo tem dúvidas, todo mundo tem algo no corpo que não gosta. Veja, eu também sou gorda e sou legal, e tenho namorado, e sou bem sucedida dentro do que eu quero…. Me diz, por que você acha que será diferente com você?

 

Enfim, gatonas, acho que esse texto não é só para adolescente gorda, né? No final, tem muita coisa aí que a gente carrega há mais de 10 anos e nem se dá conta, não é? Enfim, se você tiver uma filha, sobrinha, afilhada, amiga, prima, irmã, ou qualquer pessoa que precise ouvir coisas diferentes sobre seu corpo, compartilhe com ela essas 13 coisas, quem sabe você não faz com que a vida dela fique menos traumatizada, não é?!

 

Bom, por hoje é isso. Me conta, se você pudesse voltar no tempo e te dar um conselho na adolescência qual seria?

 

HUA HUA

BJÓN

 

 

 

 

Ju Romano

Uma gordinha, de cílios longos e pernas curtas. Defensora da liberdade de ser quem e como a gente é, sempre com muito amor próprio.

18 Comments
  1. Aí aparece uma novinha magrela é seu marido senta o bambu… Aí você vai querer colocar a culpa nele… Ao invés de se esforçar para ter um corpo mais desejável…

  2. Boa dica de como se criar uma geração de gordas fracassadas…

    Ao invés de batalharem para resolverem seus problemas, vão querer escorar o mundo com esse discursinho falido… Típico de gente fraca!!

    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK PEDRO HENRIQUE PEDRO HENRIQUE VC NÃO TEM NOÇÃO O QUANTO EU RI COM O SEU DISCURSO DE HOMEM MERDA DAI APARECE UM SACO D OSSO É VAMOS VER SE VC PEGA EU SOU A FAMOSA NEM GORDA NEM MAGRA CHEIA NOS LUGARES CERTOS E PD TER CERTEZA Q MSM NO TEMPO QUE EU ERA MENOR É ERA GORDINHA MUITOS HOMENS MERDA MECHIAM CMG E ISSO NÃO MUDA CONHEÇO MUITO MULHER GORDINHA GOSTOSA SIM ELAS NÃO SÃO GORDAS COMO VC DIZ SÃO MULHERES COM MUITA GOSTOSURA SO QUE TEM UMA COISA E PRA HOMEM HOMEM NÃO IGUAL A VC QUE É UM PROJETINHO MAL FEITO DE HOMEM DE MERDA VAI SE GARANTIR SEU BOSTA

  3. Parabéns! Adorei a matéria sou gorda sempre fui e já fui muito humilhada por isso… Mas tudo passa… Bom… O preconceito ainda existe, mas aprendi a lidar com ele… Hoje sou feliz… Amadureci e sei o meu valor, que não esta no meu corpo, mas no conjunto completo de quem eu sou!

  4. Eu nunca fui gorda e sempre tive pavor em ser. Amo meu corpo, amo a academia, amo ter meu corpo torneado e isso me faz extremamente feliz!! Em poder botar qualquer roupa e me sentir linda! ( nada contra as gordinhas) mas se eu fosse gorda eu iria me sentir péssima. Até porque quando engordo uma besteirinha que já muda o tamanho da minha barriga, ou seja quando ela deixa de ser “chapada” me dedico ao máximo para reverter. Isso mostra que sou uma pessoa que procuro manter minha saúde e meu bem estar, me esforço para ter o corpo dos meus sonhos e consigo. Sou feliz assim. Eu não seria feliz sendo gorda, eu amo ser magra e gostosa. E isso não muda meu caráter, admiro todos e respeito a todos. Aqui falei de mim apenas. Bjs

  5. sou gorda 130 KL sou casada me amo sou amada não tenho um pingo de vergonha do meu corpo amo comer sou bem resolvida mesmo…adoro ver desfiles de gordas com lingerie…nossa como a gente e poderosa
    Que se dane quem não gosta de mim o importante e eu me amar o resto tô nem ai…tem dia que me arrumo toda …tem dia que quero ficar feia…o importante e minha saúde e minha felicidade e esta com quem se preocupa comigo e gosta da minha companhia

    1. Aí aparece uma novinha magrela é seu marido senta o bambu… Aí você vai querer colocar a culpa nele… Ao invés de se esforçar para ter um corpo mais desejável…

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>





©2013-2016 Juromano - Todos os direitos reservados